Durante o ano 2017 foi instalado a nível mundial um recorde de potência solar. Mais precisamente 98GW de produção de energia a partir da energia do sol! Esta é a maior potência quando comparada com outra tecnologia!

Se analisarmos a potência das restantes fontes de energia renovável, chegamos ao total de 59GW a nível mundial. Nas não renováveis temos as fábricas de carvão com 35GW, o gás 38GW, o petróleo 3GW, a energia nuclear com 11GW. Isto tudo potência de geração de energia.

A energia solar é aquela que mais investimento tem atraído, quando comparado com o ano anterior. Cerca de 160800 milhões de dólares, o que corresponde a um aumento de 18% relativamente ao ano transato.

Este valor corresponde a 57% do investimento total do ano para todas as energias renováveis, excluindo as grandes hidrelétricas, tendo obtido mais investimento para nova potência de geração do que o carvão e gás, que juntas tiveram um investimento total de 103000 milhões!

Como países, concluímos que a China foi a maior impulsionadora no mundo da Energia Solar, tendo tido o maior crescimento a nível mundial. Instalaram 53GW, mais de metade da instalação mundial, com um investimento de 86500 milhões, tendo sido assim um aumento de 58% quando comparado com o ano anterior.

Ainda do relatório “Tendências globais no investimento das energias renováveis 2018” publicado pela ONU Meio Ambiente, em colaboração com a Escola de Frankfurt e a Bloomberg New Energy Finance, conclui-se que os custos decrescentes da eletricidade solar, e em particular da energia eólica, continuam a contribuir para o aumento do investimento nestas fontes renováveis!

O ano 2017 foi o oitavo ano, consecutivo, em que o investimento mundial nas energias renováveis excedeu os 20000 milhões. Investimento que contribuiu para que entre 2007 e 2017 (11 anos) a quota de geração de eletricidade renovável a nível mundial tenha aumentado de 5,2% para 12,1%.

Percentagem que não tem em conta a energia das grandes hidráulicas, tendo apenas sido contabilizada a energia eólica, solar, geotérmica, marinha, biomassa, com conversão de resíduos em energia e com pequenas centrais hidroelétricas.

A eletricidade gerada pelas energias renováveis corresponde a aproximadamente 1,8 giga toneladas de emissões de dióxido de carbono, o que equivale às emissões produzidas por todo o sistema de transportes dos EUA.

 

Notícia: https://www.portal-energia.com/relatorio-onu-futuro-energia-solar/